Rio de Janeiro
Cidade Maravilhosa
A lata
No fundo da madrugada
No silкncio da calada
De repente foi chutada
Na batida
Comeзou a batucada
Bate bate bate na lata
Й lata da bateria
Mil, novecentos e noventa e cinco
Sete e meia da manhг
Tб na hora de descer pra trabalhar
Tб na hora de descer pra ter
O que ganhar
Mil novecentos e noventa e cinco
Dez e vinte eu vou pra lб
(Tб marcado pra chegar)
Ouviu dizer, ouviu dizer
Nгo sabe bem, deixa pra lб
Dez e vinte eu vou chegar
Pra ver o que hб
Suingue-balanзo-funk
Й o novo som na praзa
Batuque-samba-funk
Й veneno na lata (vamo batк lata)
Meio-dia e quinze, eu nem acordei
Jб vou ter que almoзar
(Tб marcado pra chegar)
Nгo escuto o que eles dizem


Ваше мнение



Капча

Рекомендуем