Caminhando contra o vento sem lengo, sem documento
No sol de quase dezembro, eu vou
O sol se reparte em crimes, espagonaves, guerrilhas
Em Cardinales bonitas eu vou
Em caras de presidentes, em grandes beijos de amor
Em dentes, pernas, bandeiras, bomba e Brigitte Bardot
O sol nas bancas de revistas me enche de alegria e preguiga
Quem lj tanta notmcia eu vou
Por entre fotos e nomes os olhos cheios de cores
O peito cheio de amores vcos
Eu vou por que nco, por que nco?
Ela pensa em casamento e eu nunca mais fui ` escola
Sem lengo, sem documento, eu vou
Eu tomo uma coca-cola ela pensa em casamento
E uma cangco me consola eu vou
Por entre fotos e nomes sem livros e sem fuzil
Sem fome, sem telefone no coragco do Brasil
Ela nem sabe, ati pensei, em cantar na televisco
O sol i tco bonito eu vou
Sem lengo, sem documento nada no bolso ou nas mcos
Eu quero seguir vivendo, amor
Eu vou, por que nco, por que nco...




Ваше мнение



Капча